INDONÉSIA

  • CAPITAL: Jacarta
  • FUSO HORÁRIO: (GMT+7)
  • MOEDA: Rupia Indonésia
  • ÁREA: 1.904.569 km²
  • POPULAÇÃO: 273,5 milhões (2020)
  • LOCALIZAÇÃO: Sudeste asiático
  • NACIONALIDADE: Indonésia

SOBRE A INDONÉSIA

 Situa-se entre o oceano Pacífico, o mar das Celebes, o mar de Sulu e o mar da China Merional, a norte, o oceano Índico, a sul e oeste, e o mar de Arafura e a Papua-Nova Guiné, a leste. A Indonésia é o maior arquipélago do Mundo e o quarto país em número de habitantes. Com uma cultura milenar, um povo incrível e uma natureza super exótica – com praias imperdíveis, florestas, templos sagrados e vulcões – há muito o que amar na Indonésia! 

Outra curiosidade sobre a Indonesia é que, com tantas ilhas, há uma que se destaca no mundo inteiro: a famosa Ilha dos Deuses.

Com paisagens montanhosas majestosas e praias deslumbrantes, Bali foi premiada em 2009 como a Melhor Ilha do Mundo! Isso mesmo!

PRINCIPAIS CIDADES:

BALI

Um lugar “mágico”, com uma cultura vibrante, paisagens super exóticas de campos de arroz, florestas e praias paradisíacas, além de ter diversos resorts incríveis à beira mar, e muito mais. É tanta coisa para ver e experimentar, que parece até um país inteiro.

PRINCIPAIS PONTOS TURÍSTICOS:

  • Monkey Forest;
  • Jatiluwih;
  • Mount Batur;
  • Goa Gajah;
  •  Templo Saraswati;
  • Tirta Empul;
  • Pura Bratan;
  • Tegallang Rice Terraces;
  • Tegenungan;
  • Uluwatu beach;
  • Uluwatu temple.

LOMBOK

A ilha de Lombok oferece uma enorme variedade de praias quase ou totalmente desertas, com águas cristalinas e areias brancas. Um lugar para se ter a sensação de que aquele paraíso é todo seu.

O melhor é que a beleza da ilha não se resume apenas às praias. Florestas, trilhas, cachoeiras, vulcão, um povo simpático e querido, comida boa… o que pode ser melhor que isso?

Ah, ainda tem trânsito livre, lugares vazios e menos influência ocidental – quem esteve em Bali vai notar a diferença na hora. Por isso, não perca a oportunidade de passar uns dias e curtir tudo o que fazer em Lombok.

PRINCIPAIS PONTOS TURÍSTICOS:

  • Praias da região oeste;
  • Praias da região sul;
  • Vulcão Mount Rinjani;
  • Cachoeiras

JAVA

A ilha de Lombok oferece uma enorme variedade de praias quase ou totalmente desertas, com águas cristalinas e areias brancas. Um lugar para se ter a sensação de que aquele paraíso é todo seu.

O melhor é que a beleza da ilha não se resume apenas às praias. Florestas, trilhas, cachoeiras, vulcão, um povo simpático e querido, comida boa… o que pode ser melhor que isso?

Ah, ainda tem trânsito livre, lugares vazios e menos influência ocidental – quem esteve em Bali vai notar a diferença na hora. Por isso, não perca a oportunidade de passar uns dias e curtir tudo o que fazer em Lombok.

PRINCIPAIS PONTOS TURÍSTICOS:

  • Templo de Borobudur;
  • Platô Dieng;
  • Bandung;
  • Vulcão Merapi;
  • Malang.

SUMATRA

Sumatra ou Samatra (Sumatera ou Sumatra, em indonésio) é a sexta maior ilha do mundo e a maior ilha inteiramente pertencente à Indonésia. É uma das Grandes Ilhas da Sonda. A ilha tem cerca de 50 milhões de habitantes, distribuídos em aproximadamente 473 000 km².

PRINCIPAIS PONTOS TURÍSTICOS:

  • Medan;
  • Lago Toba;
  • Bukit Lawang;
  • Padang;
  • Gunung Sibayak;
  • Mentawai;
  • Banda Aceh
  • Bukittinggi;
  • Ilha Whe;
  • Palembang;
  • Berastagi;
  • Nias;
  • Batusangkar;
  • Belitung;
  • Lampung.

SUMBAWA

Localizada a leste da mais famosa ilha de Lombok, Sumbawa está apenas te esperando para conhece-la. Pode demorar um pouco mais para chegar, mas assim que chegar a Sumbawa, você será recompensado com excelentes ondas e vistas incríveis. Esta ilha é mais conhecida por suas ondas, praias de areia e terreno selvagem. Com ótimas ondas e recifes de corais espetaculares, a maioria dos viajantes de Sumbawa vem para surfar e mergulhar. Em partes de Sumbawa, os modos tradicionais de vida continuam até hoje. Muitos dos eventos rituais de antigamente ainda são realizados, como corridas de búfalos e berempuk – uma luta de boxe ritual. 

PRINCIPAIS PONTOS TURÍSTICOS:

  • Lariti Beach;
  • Kencana Beach;
  • Bala Kuning Palace;
  • Lawata Beach;
  • Gili Kapal;
  • Kenawa Island;
  • Moyo Island;
  • Paserang Island;
  • Gili Bola (Bedil Island);
  • Museum Asi Mbojo.

PRINCIPAIS PICOS DE SURF:

  • G-land –É considerada uma das melhores e mais consistentes esquerdas do mundo durante a temporada, possibilitando manobras fortes e muitos tubos. É dividida em várias seções que juntas passam de 1Km, embora seja muito difícil conectar todas ela, normalmente uma boa onda em G-Land vai percorrer uns 300m.;
  • Asu e Nias – Asu é um Point break de esquerda, que funciona em todas as marés formando ondas grandes e pequenas. É uma onda perfeita e divertida com tubos e variedade de manobras, chegando até 10 pés e se mantendo perfeita. Tem bastante pressão e força, desafiando os surfistas. Já Nias é conhecida por ter uma das mais perfeitas direitas da Indonésia, mas não se engane por fotos ou vídeos. Conseguir pegar uma boa onda em Nias pode ser mais difícil do que se pensa, devido ao crowd intenso e os locais.
  • Desert Point – Uma das esquerdas mais tubulares do mundo. E o que antes era chamado de Desert, por ser pouco frequentado, hoje não é mais tão deserto assim. Mesmo com a dificuldade para chegar, as ondas inspiram dedicação suficiente e Desert vem se tornando também um dos lineups mais crowds do mundo. De qualquer forma vale a pena conhece-la e surfa-la, para os mais experientes. Uma esquerda sensacional

COMO CHEGAR A INDONÉSIA:

Para quem está no Brasil, a melhor forma de chegar na ilha é de avião, claro. É necessário ao menos um dia de viagem para chegar a Bali a partir do Brasil, mas esse tempo varia de acordo com a companhia aérea que será utilizada ao longo do trajeto e do(s) lugar(es) onde ela fará sua(s) conexão(ões). 

Saindo do Aeroporto de São Paulo (Guarulhos), é possível voar com a Emirates (via Dubai) e Qatar (via Doha) fazendo apenas uma conexão. Outras alternativas são voar com companhias como a KLM, AirFrance, Turkish e Lufthansa que, em conjunto com suas companhias parceiras, realizam o trajeto com duas conexões. 

CULINÁRIA

culinária da Indonésia reflete o seu tamanho, como 5º país mais habitado do mundo, com mais de 1800 ilhas e de 250 grupos étnicos. Para além disso, a Indonésia, pátria das especiarias, foi sucessivamente ocupada por portugueses e holandeses, para além de ter tido, antes dos europeus, a influência dos chineses, indianos e árabes.

O arroz é a base da alimentação dos indonésios, com exceção dos “malukus” e dos residentes em Papua (a parte indonésia da Nova Guiné), onde a base é o sagu, a farinha de uma palmeira, a batata-doce e a mandioca, estes últimos trazidos das “índias ocidentais”. Os pratos de carne, peixe e vegetais são consumidos em pequenas quantidades, e sempre em preparações bastante condimentadas, ao contrário dos ocidentais que, por essa razão, sofrem com o picante da culinária indonésia. Um prato de arroz, o “nasi goreng” é por vezes considerado o prato nacional da Indonésia.

PRATOS TÍPICOS

  • Tempeh;
  • Tempeh Orek;
  • Pecel;
  • Salada Pecel;
  • Gado Gado;
  • Urab Sayur;
  • Sambal;
  • Mangga;
  • Sambal Terung;
  • Satay;
  • Sate Usus;
  • Beef Rendang;
  • Nasi Goreng;
  • Nasi Campur;
  • Ikan Goreng;
  • Mie Goreng;
  • Jamu;
  • Kopi Joss;
  • Bakso;
  • Perkedel; Jagung;
  • Gulai Jantung Pisang;
  • Tapai Madu;
  • Nasi Bakar;
  • Soto Bathok;
  • Soto Sayur Asem;
  • Sayur Lodeh.

GEOGRAFIA

“A Indonésia é um país-arquipélago localizado na região sudeste do continente asiático. Seu território, de 1.910.931 km² de extensão, divide-se em 17.508 ilhas situadas entre os oceanos Índico e Pacífico, chegando até a região da Melanésia, próximo da Austrália. Dentre as ilhas que compõem a Indonésia, destacam-se:

Sumatra, a oeste;

Bornéu, onde fica o território indonésio de Calimantã. O país divide essa ilha com Brunei e também estados pertencentes à Malásia;

Java, ao sul, onde fica a capital indonésia, Jacarta;

Celebes, a leste de Bornéu. Forma, com as ilhas listadas acima, a região das grandes ilhas de Sonda;

Nova Guiné, também a leste, onde faz fronteira com a Papua Nova Guiné;

pequenas ilhas de Sonda, ao sul.

O arquipélago indonésio se distribui sobre uma área de encontro de placas tectônicas, sendo uma região de alta instabilidade geológica e sujeita à ocorrência de terremotos e tsunamis.”

O relevo indonésio é caracterizado por planícies litorâneas, que se prolongam em mares rasos, e um interior formado por montanhas, muitas delas de origem vulcânica. Observa-se ainda, ao longo da costa, a presença de recifes de corais. A elevação média dos terrenos na Indonésia é de 367 metros. O ponto culminante do país é a Pirâmide Carstensz, uma montanha de 4884 metros de altitude.

RELIGIÃO

  • Islâmica: 87,2%;
  • Protestante: 7%;
  • Católica 2,9%
  • romana: 2,9%;
  • Hindu: 1,7%;
  • Outras: 0,9%.

CLIMA

O clima predominante na Indonésia é o tropical quente e úmido. As temperaturas podem variar na faixa dos 18 ºC aos 38 ºC, enquanto as chuvas se concentram entre os meses de dezembro a março e atingem volumes de até 3000 mm ao ano em algumas localidades do arquipélago. Nas regiões montanhosas, as condições são mais amenas.

GRUPOS

Mentawai
07 a 18/06

ESGOTADO !!!

Mentawai
18 a 28/06

ESGOTADO !!!

Mentawai
28/06 a 09/07

04 VAGAS

Mentawai
09 a 19/07

08 VAGAS DISPONÍVEIS

Mentawai
30/08 a 10/09

01 VAGAS

Mentawai
10 a 20/09

02 VAGAS